DISLEXIA e DISORTOGRAFIA: Avaliação e Intervenção específicas & a participação do Professor de Educação Especial




Valor de inscrição: 100€


Início: 02-03-2023 | Fim: 19-05-2023

NOME DA AÇÃO

DISLEXIA e DISORTOGRAFIA:  Avaliação e Intervenção específicas & a participação do Professor de Educação Especial

 Nº de registo da Ação: CCPFC/ACC-118495/22

FORMADOR

Doutora Helena dos Anjos Serra Diogo Fernandes / Maria de Fátima Ferreira Figueiredo de Almeida

 

CRONOGRAMA

Aulas Síncronas

02/03: 18h/21h

10/03: 18h/20h

17/03: 18h/21h

23/03: 18h/20h

30/03: 18h/21h

27/04: 18h/20h

05/05: 18h/21h

19/05: 18h/20h

 

Aulas Assíncronas

20/04: 18h/20h

11/05: 18h/21h

 

MODALIDADE

Curso de Formação - Elearning

 

DURAÇÃO

25 horas acreditadas pelo CCPFC

 

DESTINATÁRIOS

Professores do Grupo 910, 920 e 930

 

OBJETIVOS

Concetualizar a Dislexia e a Disortografia de acordo com as teorias mais recentes.

Identificar sinais de alerta da Dislexia e da Disortografia.

Conhecer instrumentos de avaliação que podem ser usados por professores.

Conhecer procedimentos a adotar na escola antes e depois do diagnóstico: medidas de suporte à aprendizagem e à inclusão, ao abrigo do DL 54/2018, de 6 de julho.

Conhecer a especificidade dos professores de Educação Especial na avaliação e intervenção da Dislexia e da Disortografia.

 

CONTEÚDOS

Conceito de Perturbação de aprendizagem específica (PAE), de acordo com o DSM-5; perturbação de aprendizagem específica com défice na leitura e a especificidade da Dislexia; perturbação de aprendizagem específica com défice na escrita.

As teorias vigentes principais da origem das dificuldades associadas à Dislexia.

Sinais de alerta da Dislexia, em todos os níveis de educação e ensino.

Os papéis do professor de Educação Especial em cada contexto de intervenção que tenha alunos com Dislexia e com Disortografia.

Conceito de diagnóstico diferencial aplicado à Dislexia e à Disortografia.

Apresentação de um modelo de Avaliação de cariz neuropercetivomotor e de instrumentos que podem ser usados por professores de Educação Especial no contexto de uma avaliação multidisciplinar, e a especificidade do professor de Educação Especial no contexto desta avaliação multidisciplinar.

Procedimentos a adotar na escola antes e depois do diagnóstico: a importância da intervenção ainda antes do diagnóstico e medidas de suporte à aprendizagem e à inclusão a aplicar, ao abrigo do DL 54/2018, de 6 de julho, antes e depois do diagnóstico.

As especificidades da intervenção nos três contextos e o papel do Professor de Educação Especial em cada um deles – sala de aula, apoio regular e apoio especializado.

 

PROGRESSÃO DE CARREIRA

Para efeitos previstos no nº 1 do artigo 8º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores do Grupo 910, 920 e 930

Para efeitos de aplicação do artigo 9º do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para a progressão em carreira de Professores do Grupo 910, 920 e 930